Sua empresa precisa de um empréstimo?

Sua empresa agora está estável? É hora de começar a se planejar para crescer. É quando você precisa ter capital de giro para ser reinvestido no negócio, a fim de potencializar os seus rendimentos.

E quando o crescimento chegar a sua empresa, é melhor você ter acesso a recursos financeiros extras – e rapidamente – para não perder o time da demanda. Se os clientes vierem até você mais rápido do que você pode atendê-los, talvez seja hora de realmente expandir seu negócio.

Seja para ampliar fisicamente seu local de atendimento, escritório administrativo, contratar mais funcionários ou para comprar mais softwares para implementação tecnológica – é preciso de dinheiro para todas essas coisas.

Mas como ter esse capital de giro adicional? O empréstimo pode ser uma boa opção, mas sempre leve em consideração que esse dinheiro injetado tem que significar a melhora da saúde financeira da sua empresa e não um gargalo. Por isso, é necessário planejamento e saber se os indicadores estão em ordem para que não ocorram surpresas no decorrer dessa jornada.

É o que veremos nesse post. Boa leitura!

 

Faça simulações de empréstimos

Várias instituições financeiras oferecem empréstimos, além dos bancos. Com taxas atrativas, são muitos os modelos de crédito disponíveis e o financiamento pode até ser feito totalmente online.

O importante nesse momento, é começar pela simulação de empréstimo, que é a forma mais rápida e conveniente para estimar as suas parcelas mensais. Com isso, o empresário tem a oportunidade de avaliar a sua capacidade de pagamento, os juros que serão aplicados e em quanto tempo sua empresa tem capacidade de sanar esse montante.

Esse prazo para pagamento do empréstimo deve ser calculado de acordo com o lucro que o investimento trará para o seu negócio. Para fazer isso, é necessário primeiro projetar o quanto você vai faturar a mais com a ajuda do montante recebido e quando começará a ver esse crescimento no faturamento. A partir daí, é possível dimensionar qual é o valor da parcela que cabe no seu bolso e, finalmente, em quanto tempo você conseguirá quitar o empréstimo.

 

Custo do Empréstimo

Ao fazer seus cálculos para saber a capacidade de quitação da dívida que sua empresa possui, sempre leve em conta o Custo Efetivo Total (CET). O CET de um empréstimo é a taxa que corresponde a todos os encargos e despesas nas operações de crédito. Esse instrumento foi criado com o objetivo principal de conferir maior transparência às operações de crédito e esclarecer efetivamente o valor total que você precisará pagar antes que a operação seja contratada.

Agora, se você está planejando contratar um empréstimo de grande porte ou de longo prazo, é importante ter um crédito bom desde o início. Planeje-se para, logo a partir da abertura da empresa, começar a construir o crédito para, mais tarde, poder usá-lo para alavancar fundos para implantar o crescimento da empresa.

 

Planejamento é alma do negócio

Resumindo, um empréstimo pode ser a melhor resposta para se preparar para o futuro. Os recursos adicionais podem ajudá-lo a estocar mais produtos ou contratar empregados temporários à medida que as necessidades vão surgindo. E, com isso, o aumento da receita trazida pelo crescimento do negócio torna-se um fato!

Bons negócios!

Escrito por:
Roberto Silva Oliveira | Diretor da BD Serviços
3

Comentários